curadoria

KIKA NICOLELA

Graduada em Cinema e Vídeo pela ECA/USP em 2000, Kika Nicolela atualmente realiza Mestrado em Artes Visuais pela Universidade de Artes de Zurique (Suiça). Já participou de aproximadamente 100 exposições individuais e coletivas no Brasil, Canadá, Espanha, Alemanha, EUA, Inglaterra, França, Portugal, Áustria, Finlândia, Polônia, Coréia do Sul, Eslovênia, Síria, Suécia e Suiça, com vídeo-projeções, instalações e fotografias. Entre os principais espaços onde já expôs, podem ser citados: MIS – Museu da Imagem e do Som, Paço das Artes, Centro Cultural São Paulo, Centro Universitário Maria Antônia, Capela do Morumbi, Galeria Vermelho, Sesc Pompéia e Sesc Vila Mariana, em São Paulo; Museu de Arte Moderna da Bahia, Salvador; Usina do Gasômetro, Porto Alegre; KW Institute for Contemporary Art, Berlim; Museum Ludwig, Colônia; TPW Gallery, Toronto; Galeria des Angels, Barcelona; Suwon Art Center, Suwon; Centre Culturel Suedois, Paris; e Kunsthaus, Graz. Seus vídeos foram exibidos e premiados em festivais em mais de 30 países, entre os quais destacam-se: Oberhausen International Short Film Festival (Alemanha), Videoformes (França), Kunst Film Biennale (Alemanha), Japan Media Arts Festival (Japão), Bilbao International Short Film Festival (Espanha), Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (Brasil) e Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil (Brasil). Em 2005, lançou o longa-metragem documentário Fala, Mulher!, que recebeu o prêmio de Melhor Filme nos festivais CineEsquemaNovo (Porto Alegre) e Cineport (Portugal), além de ter sido indicado pela UNESCO ao Breaking The Chains Award. Foi ganhadora do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2011, Prêmio Mostras de Artistas no Exterior da Fundação Bienal e Ministério da Cultura, Prêmio Aquisição do Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba, Apoio à Produção de Artes Visuais da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, do Programa de Difusão e Intercâmbio Cultural do Ministério da Cultura, do Programa de Exibições do Centro Cultural São Paulo e do Incentivo à Produção da Semana de Artes do Recife. Também foi finalista do EMPAC Dance Movies Commission, do Prêmio Sergio Motta, do Rumos Cinema e Vídeo do Itaú Cultural e do Prêmio Nascente Artes Visuais. Como curadora, Kika Nicolela desenvolveu programas para os festival Videoformes (França), Alucine Toronto Latino Media Festival (Canadá), AIVA Angelholm International Video Art Festival (Suécia), CineDesign (Brasil) e para os projetos Wikitopia (Hong Kong), Directors Lounge (Alemanha) and Manipulated Image (EUA). Fez também a curadoria e produção da mostra Experimenta!, no SESC Campinas. De 2008 a 2011 Nicolela fez a curadoria e coordenação do Exquisite Corpse Video Project, uma série de vídeos colaborativos que envolveu mais de 70 artistas de 25 países. Ela também é membro fundador do Traffic Jam, projeto que promove a realização de vídeos em diferentes contextos urbanos por meio de um processo criativo colaborativo entre artistas internacionais. A artista foi selecionada para as seguintes residências artísticas: Sumu (Finlândia), Rondo Studio (Áustria), Künstlerdorf Schöppingen Foundation (Alemanha), Gyeonggi Creation Center (Coréia do Sul), Casa das Caldeiras (Brasil), Objectifs (Singapura), Rote Fabrik (Suiça) e LIFT Liaison of Independent Filmmakers of Toronto (Canadá). Kika Nicolela é representada pela Galeria Jaqueline Martins (São Paulo) e pela Vtape (Toronto).

www.dilemastudio.com

 

GABRIEL SOUCHEYRE

Diretor do VIDEOFORMES, Festival Internacional de Videoarte e Cultura Digital em Clermont-Ferrand desde 1986, além do Arquivo Digital Videoformes. Editor da revista Turbulences Video e curador da Galerie de l’art du temps. Participa de vários eventos nacionais e internacionais como curador ou membro de juri. Ensina na Université Blaise Pascal, em Clermont-Ferrand.

www.videoformes.com